14 partidos definem candidatos à Presidência ou alianças neste fim de semana

Convenções nacionais partidárias podem ocorrer até o dia 5; Partidos e coligações devem registrar os candidatos escolhidos até o dia 15 de agosto.

Na reta final das convenções nacionais para definir candidatos à Presidência e alianças, 14 partidos políticos devem realizar suas convenções neste fim de semana, em meio a dificuldades para definição de vices e composição de coligações.

Neste sábado (4), 11 dos 14 partidos realizarão reuniões. Em Brasília, o PSDB e a Rede Sustentabilidade, devem oficializar respectivamente, Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, e Marina Silva como candidatos à Presidência da República. Também na capital federal, mas sem candidatura própria, PPS e PR vão declarar apoio em suas convenções à candidatura tucana.

Já em São Paulo, em meio a muita polêmica, a expectativa é de que o PT confirme o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa presidencial. Condenado em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no caso do tríplex de Guarujá, Lula está preso desde 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. Pelas redes sociais, a militância petista já foi convocada para o encontro.

O Novo também vai realizar sua convenção nacional em São Paulo. A aposta do partido é no empresário, estreante em disputa por cargos eletivos, João Amôedo, para a corrida presidencial. Já no interior do estado, na cidade de Barrinha, a convenção nacional do Patriota deve oficializar o deputado federal Cabo Daciolo (RJ) como nome da legenda para a Presidência da República.

Em Curitiba, o Podemos também faz sua convenção nacional para confirmar o  senador Álvaro Dias (PR) na disputa pelo Planalto.

Já no domingo, ainda sem definição se irá apoiar alguma candidatura nacional, o PSB faz sua convenção em Brasília. Em São Paulo, o PPL deve confirmar a candidatura de João Vicente Goulart, filho do ex-presidente da República, João Goulart. E o PRTB deve oficializar Levy Fidélix, que, pela terceira vez, vai tentar conquistar a vaga de Presidente da República.

Saiba quem já definiu os candidatos à Presidência

Sete nomes já foram oficialmente lançados pelos seus partidos como candidatos para as eleições deste ano. Porém, nem todas essas chapas foram fechadas.

O Psol e o PSTU são dois dos partidos que formalizaram tanto os candidatos a presidente como a vice, completando suas chapas. O Psol vai disputar a eleição presidencial com Guilherme Boulos e Sonia Guajajara, em uma aliança com o PCB.

Já o PSTU lançou uma chapa puro-sangue: Vera Lúcia e Hertz Dias. A Rede acertou uma coligação com o PV. A candidata Marina Silva terá como vice o ex-deputado Eduardo Jorge, que disputou a eleição presidencial de 2014.

Para compor a chapa de Alckmin, ainda pré-candidato do PSDB, foi escolhida a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS). De acordo com nota publicada no portal dos tucanos, o ex-governador paulista destacou a importância da presença feminina no cenário político nacional. “É a vice dos sonhos”, disse.

Enquanto isso, a definição da chapa do Pode tirou da disputa presidencial o economista Paulo Rabello de Castro (PSC), que já havia sido aprovado na convenção nacional, no último dia 20 de julho. Agora, a cúpula dos dois partidos fechou uma aliança, e Rabello será o candidato a vice do senador paranaense Álvaro Dias.

Entre os candidatos presidenciáveis que já foram oficializados, está o deputado Jair Bolsonaro (PSL), que ainda não tem seu nome de vice definido. Além dele, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles também já foi lançado como candidato em uma convenção do MDB, e não tem chapa formada. Após a convenção, Meirelles disse ter preferência por uma mulher na composição da sua chapa e a direção do partido negocia com a senadora Marta Suplicy (MDB-SP).

Além disso, na última quarta-feira (1º), o PCdoB aprovou o nome de Manuela D’Ávila como candidata, mas a deputada estadual gaúcha também é o nome desejado pelo PT para compor a chapa na corrida presidencial. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os partidos e coligações devem registrar na Justiça Eleitoral os candidatos à Presidência escolhidos em convenção até as 19h do dia 15 de agosto.

 

Imagem destacada: Reprodução internet.

IG ARTE.

 

Fonte: AGÊNCIA BRASIL / IG.

 

 

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.

Gilson Alves

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Comentários

Loading Facebook Comments ...