Advogado diz que defesa segue tomando medidas para revogar prisão de Lula

Cristiano Zanin também admitiu que os advogados da defesa de Lula analisam a possibilidade de pedir a transferência do petista para São Paulo.

Cristiano Zanin, advogado da equipe de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, informou neste domingo (8) que a defesa vai continuar a tomar medidas para que a prisão seja revogada, e admitiu que os advogados analisam a possibilidade de pedir a transferência do petista para São Paulo.

“Vamos analisar [eventual pedido de transferência]. Mas não posso adiantar as estratégias da defesa. O que entendemos é que não há motivo jurídico para ele estar preso e vamos tomar as providências para que a prisão seja revogada”, afirmou advogado da defesa de Lula.

Ainda segundo o advogado, o ex-presidente está indignado pela situação, mas está bem. Sem dar detalhes, Zanin disse apenas que conversou com Lula, mas que por ser um diálogo entre advogado e cliente, não poderia dar mais informações.

Zanin falou também sobre a possibilidade de o Supremo Tribunal Federal (STF) reverter a prisão. “Acredito em uma reversão no STF, porque isso não é compatível com a nossa legislação. Nem a condenação, tampouco a prisão para o cumprimento antecipado de pena”, disse.

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, disse que o ex-presidente está tranquilo e bem. Ela disse que não esteve com ele, mas que conversou com Zanin. Segundo a senadora, o defensor informou que ele foi bem tratado e respeitado quando chegou ontem (7) à Superintendência da Polícia Federal na capital paranaense.

“Conversei hoje com doutor Zanin. Ele disse que ontem correu tudo bem. O presidente chegou muito bem aqui. O presidente foi bem tratado, foi respeitado. Chegou cansado, obviamente, porque ele estava há dois dias dormindo pouco ou quase não dormindo. Disse também que o Lula foi colocado em instalações que são dignas e que ele estava bem. Tranquilo, mas cansado, disse a senadora.

Segundo Gleise, os advogados negociam com a Superintendência da  PF e com a Justiça a possibilidade de o ex-presidente receber visitas políticas. “Senadores e deputados têm representatividade pública e teriam direito de visitar Lula, que também é uma figura política. Então estamos vendo isso com a Polícia Federal, e os nossos advogados também estão vendo. Tem uma outra visita que é da Comissão de Direitos Humanos da Câmara e do Senado. Esta apenas vai marcar uma data para vir aqui e saber como o ex-presidente está passando. E tem ainda a visita dos familiares”.

Também de acordo com a senadora o PT vai realizar uma reunião da Executiva Nacional para definir os rumos do partido após a prisão de Lula . O encontro entre os líderes do partido acontecerá já nesta segunda-feira (9).

 

Imagem destacada: Reprodução internet.

AFP PHOTO / Miguel SCHINCARIOL.

 

 

Fonte: IG. / AGÊNCIA BRASIL.

 

 

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.

Gilson Alves

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Comentários

Loading Facebook Comments ...