qui. nov 15th, 2018

Após corte de 40%, trens de João Pessoa podem circular somente em horários de pico

Um documento interno de autoria da Companhia recomenda que as superintendências regionais restrinjam a operação dos trens a partir do dia 5 de março.

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) confirmou que o corte no orçamento de 42% pelo Ministérios das Cidades pode afetar o funcionamento dos trens urbanos em João Pessoa e Região Metropolitana. O valor repassado à empresa na Paraíba passou de R$ 10 milhões em 2017 para R$ 6 milhões.

Com a redução, os trens correm o risco de funcionar somente em horário de pico e até mesmo deixar de funcionar durante os sábados. Um documento interno de autoria da Companhia recomenda que as superintendências regionais restrinjam a operação dos trens a partir do dia 5 de março.

Em 2017, R$ 264,2 milhões foram destinados para a CBTU em todo o país. Já este ano, houve redução de 43%. De acordo com a CBTU, com o corte de 40%, é necessária uma recomposição na Lei Orçamentária Anual para que os sistemas não sejam afetados.

Já o Ministério das Cidades informou que tem buscado ações junto ao Ministério da Fazenda e do Ministério do Planejamento para tentar recompor o orçamento. O corte teria acontecido devido à necessidade de adequação às despesas do governo à meta de resultado primário e ao limite de gasto advindo do Novo Regime Fiscal.

 

 

Imagem destacada: Reproducao internet.

 

Fonte: CLICK PB.

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.