Brasil bate Colômbia e, enfim, ganha duas seguidas nas Eliminatórias

Foi complicado, mas o Brasil conseguiu, enfim, emplacar duas vitórias seguidas nas Eliminatórias da Copa do Mundo. O triunfo na Arena da Amazônia, em Manaus, na segunda partida sob o comando de Tite, foi por 2 a 1, contra uma Colômbia que vendeu caro o resultado. Melhor para o Brasil que Neymar salvou a noite: ele deu uma assistência e fez um gol.

Assim, o Brasil chega a 15 pontos na caminhada rumo à Rússia em 2018. A Colômbia permanece com 13 pontos.

Falar que o início de jogo da Seleção Brasileira foi promissor é pouco. O que dizer de um gol com 1 minuto de bola em jogo? Foi com a cabeça, após escanteio cobrado por Neymar, que Miranda colocou o Brasil em vantagem. Foi o primeiro gol do zagueiro pela Seleção principal. Um belo presente antecipado pelo aniversário de 32 anos que ele completa nesta quarta-feira.

Um gol tão rápido, em jogada treinada por Tite durante a semana, foi melhor do que a encomenda, dando até certo ponto uma falsa impressão de que o jogo seria fácil. Mas até que o Brasil colocou a Colômbia na parede durante a maior parte do primeiro tempo: pressão na saída de bola deles, recuperação rápida da posse e trocas de passes.

Só que bastou uma bola voar pela área brasileira, uma única falha defensiva mais clara, e a Colômbia conseguiu chegar empate ainda na etapa inicial. Logo Marquinhos, que pouco antes tinha feito um corte providencial também pelo alto, acabou marcando contra depois que James Rodríguez cobrou falta. Também foi o primeiro gol dele pela Seleção principal, mas infelizmente para o lado errado.

A Colômbia cresceu no jogo no segundo tempo, manteve uma forte marcação e deixou o confronto ainda mais equilibrado. Muriel, por exemplo, assustou metade do estádio e outros milhões de torcedores ao acertar a lateral da rede cara a cara com Alisson.

Tite teve que mexer. E funcionou. Novamente sacou Willian para colocar Coutinho. Paulinho também saiu e deu lugar a Giuliano. O Brasil apertou o ritmo, Coutinho deixou Neymar na cara do gol. A conclusão? Bem, foi de canhota, a perna “ruim”, de três dedos, com a bola morrendo no canto de Ospina. A categoria do craque garantiu a vitória por 2 a 1 para a Seleção Brasileira, que segue 100% sob a batuta de Tite.

BRASIL 2 x 1 COLÔMBIA

Local: Arena da Amazônia, em Manaus (AM)

Data/Hora: 6/9/2016, às 21h45

Árbitro: Patrício Lostau (ARG)

Assistentes: Iván Nuñez e Gustavo Rossi (ARG)

Cartões amarelos: Neymar, Paulinho, Marcelo, Giuliano (BRA), Medina (COL)

Gols: Miranda, 1’/1ºT (1-0); Marquinhos, contra, 35’/1ºT (1-1); Neymar, 28’/2ºT (2-1)

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho (Giuliano, 25’/2ºT) e Renato Augusto; Willian (Philippe Coutinho, 20’/2ºT), Neymar e Gabriel Jesus (Taison, 40’/2ºT). Técnico: Tite

COLÔMBIA: Ospina; Medina, Jeison Murillo, Óscar Murillo e Farid Díaz; Barrios, Carlos Sánchez, Macnelly Torres (Cuadrado, 7’/2ºT) e James; Muriel (Marlos Moreno, 37’/2ºT) e Bacca (Martínez, 26’/2ºT). Técnico: José Pékerman.

 

Foto destacada: Reprodução / Internet

Com informações de MSN Notícias

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.

Gilson Alves

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Comentários

Loading Facebook Comments ...