qua. nov 14th, 2018

Cerca de 200 obras de infraestrutura devem ser entregues na PB até dezembro

Aproximadamente 200 obras em andamento no Estado deverão ser entregues até o final deste ano, trazendo melhoria para a população da Paraíba. Sãoobras como construção de adutoras, recuperação e construção de barragens e recuperação de estradas, instalação de dessalinizadores, sistemas de abastecimento de água, construção, reforma e ampliação de escolas.

“Pretendemos entregar à população a Nova Camará até o final do ano, que conta com investimentos na ordem de R$ 75 milhões. A obra vai garantir água de qualidade para sete cidades. São elas: Esperança, Remígio, Lagoa Seca, Matinhas, Pocinhos, Puxinanã e São Sebastião de Lagoa de Roça e ainda os distritos de Cepilho, São Tomé e Campinote”, disse o secretário de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia (Seirhmact), Deusdete Queiroga.

De acordo com o secretário, mais de 30 sistemas do programa Água para Todos, com poço e tratamento estão em funcionamento, beneficiando 190 comunidades rurais que recebem águas de qualidade nas torneiras, poços e processos de tratamento. “As obras que estão em andamento seguem o ritmo normal, como as adutoras, além de 170 contratos de obras de recuperação, tais como reformas e ampliação de escolas, além da construção de seis escolas técnicas”, destacou.

Com relação às estradas, Deusdete Queiroga lembrou que o Estado tinha 54 cidades sem ligação por meio de asfalto e, por meio do Programa Caminhos da Paraíba, o Governo tirou essas cidades do isolamento, construindo 2.400 km de estradas. “Atualmente todas estas cidades têm acesso por asfalto, o que facilita muito a vida da população e o desenvolvimento econômico e social para esses municípios”, observou.

Estradas no Litoral – No Litoral, está sendo realizado o recapeamento da PB 019, que dá acesso à cidade de Lucena. “Nesta obra, que faz parte do Programa Mais Trabalho, serão executados serviços de correção de defeitos em segmentos localizados, recapeamento asfáltico da pista de rolamento, recuperação e limpeza do sistema de drenagem, roçada manual e sinalização horizontal e vertical. Com 10,6 km, a rodovia deve ser concluída em agosto deste ano, beneficiando diretamente mais de 13 mil habitantes de Lucena.

De acordo com Deusdete Queiroga, outra obra importante do Litoral foi o contorno da praia de Jacumã, no município de Conde. “Resolveu o problema seríssimo de congestionamentos, principalmente na época de Carnaval. A recuperação da estrada para Pedras de Fogo, Alhandra e agora anunciada pelo governador Ricardo Coutinho, a recuperação dessas duas estradas que foram feitas no início do ano de 2011 e a obra de recuperação do acesso desde Costinha até a cidade de Lucena. Toda a Paraíba atualmente conta com estradas bem conservadas e bem sinalizadas, fato este constatado principalmente pelos caminhoneiros e por quem trafega pela malha viária do Estado”, afirmou o secretário.

“Na área de Recursos Hídricos, o Governo enfrentou um grande desafio, com chuvas abaixo da média, nos últimos seis anos, registrando problemas de abastecimento de água em vários municípios do Estado. Para viabilizar o setor foi necessário o gerenciamento até este ano, quando foram regularizadas as chuvas, amenizando a falta d’água”, ressaltou.

Com a chegada das águas da transposição do Rio São Francisco, o Governo do Estado, por meio da Seirhmact, construiu 1.400 km de adutoras. “Duas obras de grande importância: o canal Acauã/Araçagi foi construído com 112 km, levando água de Araçagi até o rio Camaratuba, cortando vários municípios, o que vai possibilitar cerca de 16 mil hectares de irrigação, possibilitando o crescimento e o desenvolvimento da região. Obra de fundamental importância, com investimento de mais de R$ 1 milhão. É a maior obra do Estado da Paraíba executada com recursos do Governo do Estado em parceria com o Ministério da Integração Nacional”, enfatizou o secretário.

A outra obra de grande importância para o Estado, segundo Deusdete Queiroga, é a reconstrução da barragem de Camará, que está pronta e conta com um milhão de metros cúbicos de água armazenada. Estão em andamento as obras do Sistema Adutor Nova Camará, com investimentos na ordem de R$ 75 milhões. A obra vai garantir água de qualidade para sete cidades, tais como: Esperança, Remígio, Lagoa Seca, Matinhas, Pocinhos, Puxinanã e São Sebastião de Lagoa de Roça e ainda os distritos de Cepilho, São Tomé e Campinote.

Recentemente, foi determinada pelo governador Ricardo Coutinho a execução da segunda etapa da obra, para atender aos municípios de Montadas e Areal, bem como a cidade de Araras que sofre com a estiagem há bastante tempo. “Essa obra é de grande importância para região, inclusive desafogando um pouco o açude Epitácio Pessoa (Boqueirão), que abastece algumas dessas cidades, que vão passar a ser atendidas por Camará”.

Adutoras – Está em andamento a maior obra hídrica realizada pelo Governo do Estado, com recursos do Tesouro Estadual, a TransParaíba – Sistema Adutor do Curimataú. A obra vai levar água para mais de 150 mil moradores de 19 municípios e receberá investimento na ordem de R$ 197 milhões, na primeira etapa, enquanto na segunda etapa o investimento será de R$ 132 milhões, totalizando R$ 329 milhões.

O Sistema Adutor do Curimataú contará com 350 km de adutoras que captarão a água do açude Boqueirão para abastecer as cidades de Boa Vista, Soledade, Boqueirão, São Vicente do Seridó, Cubati, Sossego, Baraúna, Picuí e Frei Martinho (1ª etapa); e Juazeirinho, Olivedos, Pedra Lavrada, Nova Palmeira, Cuité, Nova Floresta, Barra de Santa Rosa, Damião, Cacimba de Dentro e Araruna (2ª etapa).

Além disso, acrescentou o secretário, tem o programa Água Doce, que até dezembro vai atender 93 comunidades rurais da Paraíba e vai contemplar cerca de 50 mil pessoas de mais de 40 municípios do Semiárido. O programa, que é executado pela Secretaria de Estado da Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia (Seirhmact) em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, conta com um investimento de mais de R$ 22 milhões.

Barragens – Em relação à construção de barragens, destacam-se cinco equipamentos. Três estão em andamento, cujas obras fazem parte do Programa Mais Trabalho: são as barragens de Porcos (Pedra Lavrada), Cacimbinha (São Vicente do Seridó) e Pedra Lisa (Imaculada). Foram concluídas a Coronel Jueca (Desterro) e a Riacho Fundo (Tenório), somando um investimento superior a R$ 25 milhões.

Já pelo Programa de Recuperação de Barragens, que está em sua terceira etapa, o Governo do Estado entregou a barragem recuperada de Chã dos Pereiras, em Ingá, que atende a mais de 9 mil moradores das comunidades Pontinha, Chã dos Pereiras, Cutias, Rua da Palha e a cidade de Riachão do Bacamarte. Foram investidos no equipamento, mais de R$1 milhão. Foram entregues as barragens Genipapeiro (Olho D’água), Canasfístola (Borborema), Natuba (em Natuba), as barragens Farinha (Patos), Saulo Maia (Areia) e está em andamento a Manoel Marcionilo (Taperoá). Desde 2011, o Governo já investiu cerca de R$22 milhões no Programa. Está em fase de conclusão a elaboração dos projetos de recuperação para outras 23 barragens, que serão inseridas na quarta etapa do programa, onde serão investidos cerca de R$ 10 milhões.

Meio Ambiente – O Governo realiza na área um trabalho importante de gestão das águas por meio da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) e o acompanhamento pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), sobretudo com a chegada das águas do Rio São Francisco no Estado, efetuando de fiscalização ao longo do Rio Paraíba. Outra atribuição da Sudema é relativa à emissão de licença ambiental para execução de obras, visando à preservação do Meio Ambiente.  Foram realizados também o resgate e implantação de alguns parques, no Litoral Sul e na região de Teixeira, além de inspeção, objetivando a preservação da Mata Atlântica.

Ciência e Tecnologia – O Governo do Estado implantou uma rede de fibra ótica entre João Pessoa e Campina Grande, atendendo praticamente todos os órgãos públicos, com acesso à rede de internet de qualidade e consequentemente um bom sistema de informática e um bom sistema de transmissão de dados. “A meta é atender as principais cidades do Estado, tais como Patos, Sousa, Cajazeiras e depois nas regiões de Guarabira, Monteiro, Itaporanga e Catolé do Rocha”, revelou o titular da Pasta.

“Temos trabalhado também na atração de empresas da área de tecnologia, contribuindo para o desenvolvimento do Estado na área de Ciência e Tecnologia. Isso se deve a investimentos consistentes feitos pelo Governo do Estado, já comprovados por meio de pesquisas do IBGE, que colocam a Paraíba em posição de destaque, com o maior crescimento do PIB entre os estados do Nordeste, resultado de um trabalho consistente realizado ao longo desses últimos anos”, observou o secretário.

 

Imagem destacada: Reprodução internet.

 

Fonte: WSCOM.

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.