qua. nov 14th, 2018

ELEIÇÕES 2018: mais de quatro mil eleitores pediram transferência na PB

Mais de 4 mil eleitores requereram transferência temporária na Paraíba. Essa modalidade inclui as pessoas que irão votar em trânsito (1.740), os presos provisórios e adolescentes internos (204), que votarão nas seções colocadas nos estabelecimento prisionais e de internação, os militares e demais agentes de segurança (2.076), em serviço no dia das eleições, totalizando 4.020 eleitores.

Os dados são do Cadastro Eleitoral, fornecidos pela Seção de Apoio e Orientação às Zonas Eleitorais (Soaze), do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). As estatísticas apontam ainda que João Pessoa e Campina Grande foram os municípios paraibanos que apresentaram o maior número de requerimentos para o voto em trânsito, 1.215 e 353, respectivamente. O voto em trânsito é destinado às pessoas que estarão fora do domicílio eleitoral nas datas das eleições. Ele não é permitido em urnas instaladas em outros países. Entretanto, eleitores com título eleitoral cadastrado no exterior, e que estiverem em trânsito no território brasileiro, poderão votar na eleição para presidente da República.

Caso o eleitor habilitado para votar em trânsito não compareça à seção, ele deverá justificar sua ausência, inclusive se estiver em seu domicílio eleitoral de origem no dia da eleição. A justificativa de ausência nos dias de votação não poderá ser feita no município por ele indicado para o exercício do voto.

O voto em trânsito está previsto na Lei nº 4.737/1965 (Código Eleitoral), na Resolução do Tribunal Superior Eleitoral nº 23.554/2017 e no Calendário Eleitoral 2018.

 

Imagem destacada: Reprodução internet.

 

Fonte: PB AGORA.

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.