Força Nacional chega ao RS no domingo para conter violência

Após mais um latrocínio chocar os gaúchos, envolvendo desta vez o assassinato da representante comercial Cristine Fagundes em frente à escola do filho, o governo José Ivo Sartori acionou a Força Nacional de Segurança. Os integrantes chegam neste domingo ao Estado e devem começar a atuar já na terça. No total, serão pelo menos 150 integrantes da equipe em solo gaúcho, auxiliando no policiamento ostensivo e na guarnição externa de presídios.

O assassinato de Cristine, contabilizado como o trigésimo latrocínio do ano em Porto Alegre, culminou no pedido de exoneração do secretário de segurança pública do Rio Grande do Sul, Wantuir Jacini, deixando o cargo provisoriamente vago. Na abertura da Expointer, em Esteio, o governador garantiu que a Força Nacional não foi chamada tardiamente, mas reconheceu que a situação é difícil. Sartori ponderou que a violência não foi criada pela atual gestão e ressaltou que o Estado está “de luto”.

Neste sábado, familiares de Cristine Fagundes fizeram um protesto pedindo por mais segurança na zona Norte de Porto Alegre, nas proximidades do local em que a empresária foi assassinada. Quatro dos cinco suspeitos iniciais capturados pela polícia foram soltos, mas o atirador segue detido. Outros dois envolvidos já foram identificados e são procurados pela investigação.

O autor dos disparos havia sido solto pela Justiça em julho desse ano.

 

Foto ilustrativa: Reprodução / Internet

Com informações de Terra

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.

Gilson Alves

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Comentários

Loading Facebook Comments ...