Governo Temer tem rejeição de 71% e aprovação de 5%, indica pesquisa

Outros 23% dos brasileiros avaliaram gestão atual como regular, enquanto 1% não soube responder; para o estudo, foram entrevistadas 2.765 pessoas.

Uma pesquisa divulgada pelo instituto Datafolha neste domingo (3) mostra que o presidente Michel Temer tem seu governo avaliado como ruim ou péssimo por 71% da população, enquanto apenas 5% considera a gestão ótima ou boa. Outros 23% dos brasileiros avaliaram como regular e 1% não soube responder.

Para chegar ao resultado da avaliação sobre o governo Temer , o Datafolha fez 2.765 entrevistas em 192 cidades durante os dias 29 e 30 de novembro. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, seja para cima ou para baixo.

Em outra pesquisa, divulgada no mês de setembro, o instituto havia apontado uma rejeição de 69% dos brasileiros, ou seja, os que avaliaram o governo como ruim ou péssimo. Na época, 20% consideravam o presidente como regular, enquanto os mesmos 5% o avaliaram como bom ou ótimo e 2% não conseguiram responder.

No mês anterior, a pesquisa também havia indicado que 69% de brasileiros consideravam o governo atual como ruim ou péssimo, mas 23% avaliavam como regular, enquanto outros 7% acreditavam que a gestão era boa ou ótima. Na época, os mesmos 2% não souberam como responder.

A pesquisa também revelou dados comparativos ao governo da antecessora do atual presidente, Dilma Rousseff (PT).  Em dezembro de 2016, 40% dos brasileiros acreditavam que Temer fazia um governo pior que o da petista. Agora, 62% da população tem essa percepção. Os que acreditavam que o peemedebista governava melhor passaram de 21% para 13%, enquanto os que viam uma gestão de desempenho igual foram de 34% para 23%.

Corrida presidencial

Neste final de semana, o Datafolha divulgou também pesquisas relacionadas à eleição presidencial de 2018. Segundo o instituto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue na liderança das intenções de voto, enquanto o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ficou com o segundo lugar isolado.

De acordo com a avaliação, o ex-presidente Lula ficaria com a primeira colocação em todos os possíveis cenários da eleição que vai definir o sucessor de Temer. Quando ele não surge como candidato, é Bolsonaro quem assume a preferência dos brasileiros em todos os casos.

Fonte: IG.

 

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.

Gilson Alves

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 – PB e Jornalista DRT: 3.183 – PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Comentários

Loading Facebook Comments ...
Recomendado
Recomendado
Para a avaliação, foram entrevistadas 2.765 pessoas entre os dias 29 e…