Partidos definem 13 candidatos ao Planalto, mas número pode cair

Foi encerrado nesse domingo (5) o  prazo estipulado pela Justiça Eleitoral para que os partidos políticos brasileiros realizassem suas convenções para definir quem serão os candidatos à Presidência da República. Após as idas e vindas oficialmente iniciadas no último dia 20, quando foi aberta a janela para a realização das convenções, as agremiações definiram 13 nomes para concorrer ao Planalto nas eleições de outubro.

Esse número total ainda pode cair até as 19h do dia 15 de agosto (próxima quarta-feira), que é a data limite para os partidos registrarem seus candidatos à Presidência  junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A Corte então terá até o dia 17 de setembro para analisar os pedidos de candidaturas – etapa que interessa especialmente ao candidato do PT, o ex-presidente Lula.

De acordo com o TSE, os candidatos já podem firmar contratos para gerir despesas e gastos com a instalação física e virtual de seus comitês. No entanto, eles só poderão começar a desembolsar quantias para fins de campanha após a obtenção do número de registro de CNPJ do candidato e a abertura de conta bancária específica para a movimentação financeira de campanha e emissão de recibos eleitorais.

Conheça aqui os candidatos à Presidência e seus vices

  • Alvaro Dias (Podemos) – Aos 73 anos de idade, o senador eleito pelo Paraná foi  oficializado como candidato do Podemos ao Planalto no sábado (4). Ele terá como vice o economista  Paulo Rabello de Castro (PSC), ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).  A chapa  reúne , além do Podemos e do PSC, o PRP e o PTC.
  • Cabo Daciolo (Patriota) – O deputado Cabo Daciolo foi escolhido, também no sábado, para representar o Patriota (antigo Partido Ecológico Nacional) na disputa ao posto de presidente. Ele terá Suelene Balduino Nascimento, também do Patriota, como vice.
  • Ciro Gomes (PDT) – O ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes tentará pela terceira vez chegar à Presidência. Ele foi escolhido candidato do PDT ainda no dia 20 de julho, e terá como vice a ex-ministra e senadora Kátia Abreu , do mesmo partido.
  • Geraldo Alckmin (PSDB) – O ex-governador de São Paulo vai para sua segunda tentativa de chegar ao cargo de presidente (ele foi derrotado por Lula no segundo turno das eleições de 2006). O tucano terá como vice a senadora Ana Amélia (PP) e contará com a maior chapa dentre os postulantes ao Planalto – o que garante ao candidato do PSDB maior tempo na TV e no rádio. Alckmin já conta com apoio do PP, do DEM, do PR, do Solidariedade, do PRB, do PSD, do PTB e do PPS.
  • Guilherme Boulos (PSOL) – Maior liderança do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), Boulos disputará sua primeira eleição pelo PSOL. O coordenador nacional dos sem-teto foi confirmado como candidato em convenção realizada no último sábado, quando também foi oficializado o nome da ativista indígena Sônia Guajajara, também do PSOL, como vice. A chapa de Boulos conta com o apoio do PCB.
  • Henrique Meirelles (MDB) – O ex-ministro da Fazenda é o candidato a dar continuidade à gestão do atual presidente, Michel Temer (MDB). Aos 72 anos de idade, Meirelles terá como vice o ex-governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto , também do MDB. Até o momento, a candidatura de Meirelles é apoiada somente pelo PHS.
  • Jair Bolsonaro (PSL) – O deputado federal e militar da reserva do Exército foi oficializado como candidato à Presidência pelo PSL ainda no mês passado. Polêmico, Bolsonaro ganhou nesse fim de semana o nome do igualmente controverso general Hamilton Martins Mourão, do PRTB , como vice. A escolha veio após recusas do senador Magno Malta (PR) e da advogada Janaina Paschoal, uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).
  • João Amoêdo (Novo) – O empresário João Amoêdo foi oficializado no último sábado como candidato do Partido Novo – do qual ele foi um dos fundadores. Amoêdo, que se criou atuando em instituições financeiras, terá como vice o professor Christian Lohbauer.
  • João Goulart Filho (PPL) – Filho do ex-presidente João Goulart – que foi deposto pelo golpe militar de 1964 –, João Vicente Filho foi oficializado nesse domingo (5) como candidato do PPL, partido que apoiou a candidatura de Marina Silva em 2014. Goulart Filho terá como vice o professor universitário Léo Alves.
  • José Maria Eymael (DC) – Presidente nacional do Democracia Cristã, o ex-deputado conhecido pelo seu famoso jingle (“Ey, Ey, Eymael… Um democrata cristão”) disputará a Presidência pela quinta vez consecutiva (sua foto esteve nas urnas em todas as eleições desde 1998). Seu vice será o pastor Helvio Costa.
  • Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – Preso desde abril por conta de condenação na Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-presidente Lula foi confirmado como candidato do PT ao Planalto no sábado, em convenção do partido realizada em São Paulo. Presidente por dois mandatos entre 2003 e 2010, Lula terá como vice o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, num acordo que agrega ainda a jornalista Manuela D’Ávila, que chegou a ser anunciada como candidata do PCdoB. Caso o TSE aceite a candidatura de Lula, Manuela assumirá o posto de Haddad como vice. Caso Lula seja barrado na Justiça Eleitoral, Haddad será o candidato à Presidência pelo PT e Manuela será sua vice.
  • Marina Silva (Rede) – A ex-ministra e ex-senadora vai para sua terceira eleição presidencial pela terceira legenda diferente (ela disputou o cargo em 2010, pelo PV, e em 2014, pelo PSB). Marina terá apenas 15 segundos de exposição na televisão nos horários de propaganda obrigatória eleitoral e contará com o ex-deputado Eduardo Jorge (PV), que também foi candidato em 2014, como candidato a vice-presidente.
  • Vera Lúcia (PSTU) – Formada em Ciências Sociais, a ex-operária de 50 anos de idade foi confirmada como candidata do PSTU na sexta-feira (3), em São Paulo. Ex-militante do PT, Vera Lúcia terá como vice o professor Hertz Dias, também do PSTU.

 

Imagem destacada: Reprodução internet.

 

Fonte: IG.

 

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.

Gilson Alves

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Comentários

Loading Facebook Comments ...