PF deflagra 49ª fase da Lava Jato e faz buscas na casa de Delfim Neto

Investigações apuram suposta propina nos contratos da Belo Monte; são cumpridos mandados de busca e apreensão na residência do ex-ministro.

A Polícia Federal (PF) deflagra, desde as primeiras horas desta sexta-feira (9), a 49ª fase da Operação Lava Jato. As investigações apuram agora uma suposta propina entregue para favorecer o consórcio que venceu a licitação para construção da Usina de Belo Monte, no Pará.

Ao todo, estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão nos estados do Paraná e de São Paulo. Um deles tem como alvo a casa do ex-ministro da Fazenda, da Agricultura e do Planejamento e ex-deputado federal, Antônio Delfim Netto, acusado de receber 10% dos valores que as empresas teriam pago para serem beneficiados pelo contrato da Belo Monte .

Quatro dos mandados são cumpridos em Curitiba (PR), um no Guarujá (SP), um em Jundiaí (SP) e três na capital paulista. Eles foram expedidos pelo juízo titular da 13ª Vara Federal de Curitiba.

De acordo com as investigações da Polícia Federal, tirando os 10% supostamente recebidos por Delfim Netto, os demais 90% dos valores eram divididos entre o PMDB e o PT.

Falando em valores monetários, segundo o Ministério Público Federal (MPF), até agora, já foram rastreados pagamentos superiores a R$ 4 milhões ao ex-ministro, de um total de R$ 15 milhões, pelas empresas Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, Odebrecht, OAS e J. Malucelli.

 

 

Imagem destacada: Reprodução internet.

Regina Santos/Norte Energia

 

 

Fonte: IG. / AGÊNCIA BRASIL.

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.

Gilson Alves

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Comentários

Loading Facebook Comments ...