RC e pelo menos outros dez governadores recusam jantar com Temer

Presidente anuncia benesses para os estados na ocasião.

Em meio a uma crise política e econômica, Michel Temer tentou comprar sua absolvição no Congresso com uma agenda positiva do governo federal. Nesta terça-feira (13), a ideia era conseguir o apoio de governadores brasileiros. Mas não deu muito certo.

Ele convidou todos os chefes de executivos estaduais para um jantar no Palácio da Alvorada, quando deve anunciar alívio financeiro como a regulamentação do refinanciamento de R$ 59,5 bilhões em dívidas dos Estados com BNDES e retomada do projeto que permite ao setor público vender créditos de dívidas parceladas por contribuintes, beneficiando caixas estaduais.

Entretanto, segundo levantamento, recusaram o convite, além do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB): Beto Richa (PSDB-PR), Camilo Santana (PT-CE), Confúcio Moura (PMDB-RO), Flávio Dino (PC do B-MA), Paulo Câmara (PSB-PE), Paulo Hartung (PMDB-ES), Renan Filho (PMDB-AL), Rui Costa (PT-BA) e Wellington Dias (PT-PI).

O Amazonas, que teve governador e vice cassados em maio pela Justiça eleitoral, não deve ter representante no jantar. Minas Gerais, governado por Fernando Pimentel (PT-MG), e Acre, por Tião Viana (PT-AC), ainda são dúvida.

O gesto ocorre no momento em que Temer busca apoio do Congresso Nacional para barrar a denúncia que será oferecida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o peemedebista – denúncia contra o presidente só pode avançar com aprovação da Câmara. Além disso, ele tenta dar sequência às reformas trabalhista e da Previdência.

 

Imagem ilustrativa: Reprodução / Internet

Fonte: Brasil 247 / WSCOM

Gilson Alves

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Comentários

Loading Facebook Comments ...
Recomendado
Recomendado
Governador da Paraíba, ao lado de mais três do Nordeste, se encontrou…