Aliados de Regina Duarte deixam de apoiar sua gestão após entrevista à CNN

Aliados de Regina Duarte deixam de apoiar sua gestão após entrevista à CNN

Aliados da secretária especial da Cultura, Regina Duarte, “jogaram a toalha” após a polêmica entrevista da atriz à CNN. Segundo a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, pessoas próximas a ela, e que até então apoiavam a permanência dela no governo do presidente Jair Bolsonaro, dizem que não têm mais como defender sua gestão.

No domingo (10), mais de 500 artistas, intelectuais e produtores culturais divulgaram uma carta em reação às declarações de Regina Duarte durante a entrevista. Na carta, a classe artística afirma que “não aceita os ataques reiterados à arte, à ciência e à imprensa, e que não admite a destruição do setor cultural ou qualquer ameaça à liberdade de expressão”.

A entrevista à CNN foi no último dia 7. Regina se irritou com a exibição de um vídeo da atriz Maitê Proença, no qual ela critica a secretária de Cultura pela postura adotada em relação a classe artística em meio à pandemia.

Ainda durante a entrevista, Regina deu declarações minimizando a censura e a tortura durante a ditadura, relativizou o impacto do coronavírus e minimizou seu papel ao mencionar mortes de artistas durante a pandemia.

 

Fonte: ISTO É.

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Deixe seu comentário