qua. nov 14th, 2018

Banhistas devem evitar seis praias impróprias ao banho na Paraíba

A Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) classificou 51 praias do litoral paraibano como apropriadas para o banho. A qualidade da água varia entre excelente, muito boa e satisfatória.

De acordo com o relatório semanal, em João Pessoa deve-se evitar a praia do Bessa I, na Avenida Presidente Afonso Pena, próximo ao maceió da praia do Bessa. Na praia de Manaíra, deve-se evitar o trecho 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da galeria pluvial no final da Ruy Carneiro.

Na praia da Penha, é bom evitar o banho 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da desembocadura do rio do Cabelo. Na praia do Seixas, evitar banho em frente à galeria de água pluvial do farol do Cabo Branco (100m à direita e 100m esquerda) e 100 metros à esquerda e 100 metros à direita da desembocadura da galeria pluvial na Rua dos Pescadores.

Já no município de Pitimbu, os banhistas devem evitar a praia do Maceió, 100 metros à direita e à esquerda da desembocadura do riacho Engenho Velho. A autarquia ainda recomenda aos banhistas que evitem os trechos de praias localizados em áreas frontais às desembocaduras de galerias de águas pluviais, principalmente se houver indício de escoamento recente.

A equipe da Coordenadoria de Medições Ambientais da Sudema divulga, uma vez por semana, a situação de balneabilidade das 56 praias, por meio de coleta de material para análise nos municípios costeiros do Estado. Em João Pessoa, Lucena e Pitimbu, que são praias localizadas em centros urbanos com grande fluxo de banhistas, o monitoramento é semanal. Nos demais municípios do litoral paraibano a análise é realizada mensalmente.

 

Imagem destacada: Reprodução internet.

 

Fonte: PB AGORA.

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.