Brasil Política

Bolsonaro demite General Santos Cruz e causa mais uma baixa no governo

Nesta quinta-feira (13), o governo Bolsonaro sofreu mais baixa, após o presidente demitir o ministro Carlos Alberto dos Santos Cruz da Secretaria de Governo da Presidência da República. O ministro foi comunicado de sua saída em uma reunião com o presidente, da qual também participaram os ministros da Defesa, Fernando Azevedo e Silva , e do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno .

A decisão foi atribuída a uma “falta de alinhamento político-ideológico” e embates com outros integrantes do próprio governo. O ministro já estava há pelo menos dois meses no alvo da ala ideológica, que atua sob influência do ideólogo de direita Olavo de Carvalho. O presidente já estava decidido a afastar o ministro há mais tempo, mas vinha poupando Santos Cruz a pedido da ala militar. A disputa chegou a ser justificada ‘por paixão pelo presidente ‘.

Mais cedo, ao  participar de audiência na Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle do Senado, Santos Cruz  saiu em defesa  do ministro da Justiça , Sergio Moro, ao comentar a troca de mensagens entre o colega e o procurador Deltan Dallagnol. Ele foi convidado a dar explicações sobre a veiculação de um vídeo comemorativo do golpe de 1964, por meio de canal de mensagens do governo, a jornalistas, em 31 de março deste ano.

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo número do WhatsApp (83) 9.98846.4407.

Weslley Lino
Jornalista, social media e assessor de comunicação.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.