Botafogo vence Treze e garante vaga na final do Campeonato Paraibano 2018

Belo conseguiu derrotar o Galo fora de casa por 1 a 0 e garantir a classificação para enfrentar o Campinense na decisão do torneio estadual.

Treze e Botafogo entraram em campo neste domingo (1º) no estádio Amigão, em Campina Grande, para decidir o adversário do Campinense na grande final do Campeonato Paraibano deste ano. Mesmo jogando pelo empate, o Belo conseguiu vencer o Galo por 1 a 0 e garantir a classificação para a decisão.

Nos primeiros minutos de jogo, houve equilíbrio entre as duas equipes. Procurando administrar a vantagem, o Botafogo-PB parecia não ter muita pressa em atacar, cadenciando as jogadas e apresentando uma defesa bem postada, colocando a responsabilidade de tomada de iniciativa nos pés dos atletas do Treze.

Apesar de o Treze tentar se arriscar mais no ataque, a primeira boa chance foi do Botafogo-PB, aos 27 minutos. Marcos Aurélio deixou Marcelinho Paraíba para trás e chutou de perna esquerda, de fora da área. O goleiro Saulo, do Galo, fez boa defesa e espalmou para escanteio. Três minutos depois, o time visitante mexeu no placar. Mazinho cobrou falta na área do Treze e o zagueiro botafoguense Lula nem precisou subir para desviar de cabeça e mandar para as redes, deixando Saulo sem ação debaixo do travessão.

Ainda no primeiro tempo, o Treze tentou reagir ao gol sofrido e foi para cima, mas seguiu esbarrando na boa marcação do time pessoense. Aos 46 minutos, quase ocorreu o empate do Galo. Talisson chutou, a defesa afastou e a bola sobrou com Dedé, que chutou para excelente defesa de Saulo, do Botafogo-PB. Na sequência, a bola foi cruzada na área do Belo novamente e Reinaldo Alagoano cabeceou para o gol. Saulo fez defesa em dois tempos e a bola ainda beliscou o travessão.

No segundo tempo, o Galo seguiu buscando ter superioridade na posse de bola. Aos 15 minutos, Marcelinho Paraíba fez boa jogada e cruzou na área do Botafogo-PB. Leonardo Luiz cabeceou para o gol, a bola passou pelo goleiro Saulo e foi em direção às redes, mas Gladstone apareceu e salvou o alvinegro da Capital quase em cima da linha. Dois minutos depois, o goleiro do Belo foi quem evitou o empate. Em mais um chute de fora da área, de Marcelinho Paraíba, Saulo fez outra boa defesa, espalmando para escanteio.

O Galo mais uma vez chegou com perigo aos 31 minutos da segunda etapa. Talisson recebeu na ponta direita com liberdade e cruzou na área do Belo. Ceará apareceu na cara do gol, mas, pressionado pela marcação, perdeu mais uma chance de empatar.

Com o nervosismo aumentando no fim da partida, o volante Dedé, do Treze, empurrou Humberto, do Botafogo-PB, aos 41 minutos e o ‘tempo fechou’. Após confusão criada, Dedé recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo.

O Belo seguiu administrando a vantagem até o fim e garantiu a classificação para a decisão da competição, contra a Raposa. O primeiro jogo da final acontece na quarta-feira (4), também no Amigão, e o segundo no domingo (8), no Almeidão, em João Pessoa.

Nos minutos finais, uma confusão na arquibancada do Amigão foi um ponto negativo da partida. Lembrando que apenas a torcida do Galo teve permissão de entrar caracterizada no estádio.

 

Imagem destacada: Reprodução / Internet

Fonte: Portal Correio

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.

Gilson Alves

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Comentários

Loading Facebook Comments ...