Com apenas um jogo na história, Botafogo-PB e Botafogo-SP voltam a se enfrentar após 40 anos; jogo será domingo, no Almeidão

Confronto de paraibanos com paulistas. Dois times com o mesmo nome. As mesmas cores e um sonho. 40 anos depois, o Botafogo da Paraíba (PB) e o Botafogo de Ribeirão Preto (SP), se encontram em uma competição nacional. E não será em um duelo qualquer. Os dos Botafogos se encontram no mata a mata do acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro 2019. Serão 180 minutos de muita emoção, expectativa e que pode salvar a temporada de um dos alvinegros.

Só que ss tempos são outros, bem diferentes do de 1978. Naquele tempo, ainda sob o regime da Ditadura Militar, oCampeonato Brasileiro era ainda organizado pela Confederação Brasileira de Desportos (CBD), instituição responsável pela gerência de torneios nacionais de todas as modalidades, incluindo o futebol. Não existia segunda ou terceira divisões. Havia apenas a primeira, com diversos clubes de todas as regiões do país.

Tradicionais em suas regiões, o Botafogo de João Pessoa e o Botafogo de Ribeirão Preto vão duelar nas quartas de final do torneio e apenas um vai seguir no torneio.

Naquela edição, Botafogo-PB e Botafogo-SP se encontraram na terceira fase do torneio, no Grupo A, após o time paulista avançar duas fases e o Belo conseguiu a classificação depois de uma repescagem. Os clubes, então, se enfrentaram no Estádio Santa Cruz, no dia 16 de julho de 1978. Apesar do bom time que o clube paraibano tinha 1978, a equipe pessoense não conseguiu parar o xará paulista e foi derrotado por 2 x 1. O Belo terminou a competição com a 25ª posição, enquanto que o clube paulista ficou em 13º.

Os dos “Belos” agora se encontram em mais uma partida importante e que, certamente, será histórica para uma das equipes, após o fim dos 180 minutos do mata-mata da Série C. Em dois jogos seguidos, Botafogo-PB e Botafogo-SP vão em busca de uma vaga na Série B do ano que vem. Apenas um Botafogo vai anotar na história mais um acesso no futebol nacional.

O jogo de ida está marcado para este domingo, às 19h, no Estádio Almeidão, em João Pessoa. Já o confronto de volta também já tem data definida. O Botafogo-SP recebe o Botafogo-PB pela segunda mão no domingo seguinte, dia 26 deste mês, no Estádio Santa Cruz, também às 19h.

Para esses dois duelos, o Botafogo paulista tem uma arma que pode ser o diferencial dentro de campo. Trata-se do atual capitão o zagueiro Plínio que esteve do “outro lado” até pouco tempo atrás. Entre 2016 e 2017, o jogador defendeu o Botafogo-PB, rival do Pantera na disputa pelo acesso à Série B do Campeonato Brasileiro.

No total, Plínio disputou 66 partidas pelo Belo em duas temporadas.

Sobre o time do Belo, o capitão botafoguense não passou muitos detalhes à imprensa, mas garantiu ter abastecido os companheiros de clube com informações.

– Eu conheço bem a equipe deles. Alguns permaneceram do ano passado, outros já joguei contra. Assisti vários jogos nesta Série C do Botafogo-PB. Estamos calejados, sabemos os detalhes, e pode ser um diferencial ao nosso favor. É importante passar isso aos companheiros – concluiu.

O trauma de 2016 não vai ser parâmetro para o Botafogo-PB em mais um mata-mata do acesso no Campeonato Brasileiro da Série C. Naquela ocasião, o empate em casa acabou fazendo a diferença na volta, quando o Alvinegro foi derrotado pelo Boa Esporte no último minuto de jogo. Para as novas decisões, o time quer ter a cabeça no lugar. O volante Rogério, por exemplo, quer o elenco com muita tranquilidade, principalmente se a vitória não vier no confronto de ida deste domingo no Estádio Almeidão.

Para a partida de ida, a preço de hoje, o treinador Evaristo Piza só terá um desfalque importante. Com três cartões amarelos em sequência, o camisa 9 Nando, artilheiro do Belo na temporada, está fora da primeira mão do confronto. Para o seu lugar, o comandante botafoguense pode utilizar Leandro Kivel, Mário Sérgio ou Alex Gonçalves.

A diretoria aposta em casa cheia com a torcida empurrando o Belo para conquistar uma vitória folgada e assim, disputar com tranquilidade o jogo de volta em terras paulistas.

 

Imagem destacada: Reprodução internet.

Fonte: PB AGORA. Por Severino Lope

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.

Gilson Alves

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Comentários

Loading Facebook Comments ...