Notícias Policial

Operação que mira líder de Bolsonaro no Senado tem ramificações na Paraíba

Ao todo, estão sendo cumpridos simultaneamente 52 mandados de busca e apreensão.

A “Operação Desintegração” foi desencadeada nesta quinta-feira (19) pela Polícia Federal na Paraíba e mais quatro estados. O objetivo é investigar o desvio de dinheiro público nas obras da Transposição do Rio São Francisco na região Nordeste envolvendo parlamentares e quatro empresas, entre elas a OAS.

Ao todo, são 52 mandados de busca e apreensão. Além de um mandado na Paraíba, outros também estão sendo cumpridos em Brasília (Distrito Federal), Recife e Petrolina (Pernambuco), e nos estados do Ceará, e de São Paulo. A investigação envolve delações premiadas de doleiros e empresários.

Na Paraíba, o alvo é da operação é o Instituto Alfa, que fica no edifício Royal Trade Center, localizado na Avenida Epitácio Pessoa, principal via de acesso da Capital. O escritório é especializado em soluções governamentais, pesquisas eleitorais, site de prefeitura, entre outros e pertence ao líder do governo de Jair Bolsonaro no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).

Outros mandados – A PF cumpre simultaneamente mandados de busca e apreensão nos gabinetes dos dois políticos, no Senado e na Câmara, com autorização do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal(STF).

 

Imagem destacada: Reprodução / Internet

Fonte: WSCOM

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo número do WhatsApp (83) 9.98846.4407.

Gilson Alves
Gilson Alves
Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.