sex. jun 14th, 2019

Pessoense enfrenta caos no trânsito por causa de manifestações

Imagem destacada: Reprodução internet.

Pneus estão sendo queimados e os manifestantes usam veículos para também impedir a passagem do trânsito.

O morador de João Pessoa começou o dia enfrentando problemas sérios para sair de casa nesta sexta-feira (14). Por conta de manifestações que estão ocorrendo pelo movimento classificado de “Greve Geral”, alguns pontos da cidade estão interditados impedindo que veículos trafeguem e provocando o caos.

Na saída do Bairro dos Bancários, por exemplo, sentido Centro da cidade, o trânsito teve que ser desviado e os motoristas estão tendo que pegar a contramão para deixar o local, que tem agentes da segurança e de trânsito orientando a quem passa por lá e garantindo que não aconteçam tumultos mais sérios.

Pneus estão sendo queimados e os manifestantes usam veículos para também impedir a passagem do trânsito.

O movimento de “Greve Geral” foi convocado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT),
Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) e União Geral de Trabalhadores (UGT).

Sem ônibus

Outro ponto que está interrompido é no Bairro José Américo, próximo a garagem dos ônibus da empresa Transnacional. Por causa disso, quem precisa pegar transporte público também está tendo dificuldade de chegar ao destino final.

De acordo com a Semob, a polícia também está no local. Os pessoenses começam a lotar os pontos de ônibus à espera do transporte, mas estão tendo sérios problemas.

Em Oitizeiro

Quem precisa trafegar pelo Oitizeiro e pegar a Avenida Cruz das Armas também não terá sucesso. Outro ponto de manifestação é próximo ao Viaduto Ivan Bichara, conhecido como Viaduto das Três Lagoas. Lá também seguem os protestos com queima de pneus.

 

Fonte: PORTAL CORREIO.

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.

Comentários:

Loading Facebook Comments ...