Terremoto de 7.7 graus atinge o sul do Chile; alerta de tsunami é emitido

Um terremoto de 7.7 pontos na escala Richter foi registrado neste domingo (25) na região de Puerto Montt, no sul do Chile. As informações são do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) e foram divulgadas pelo site de notícias The Independent.

De acordo com a publicação, um alerta de tsunami foi emitido para áreas do oceano Pacífico em torno de mil quilômetros do epicentro do terremoto, que teria 33 quilômetros de profundidade.

A área atingida fica a 225 quilômetros ao sudoeste de Puerto Montt e a 40 quilômetros de Puerto Quellon. Ainda não há informações de vítimas ou danos materiais.

O Escritório Nacional de Emergência do Chile (Onemi) disse que, imediamente após o tremor, não houve registro de mortos ou feridos. O chefe da Onemi, Ricardo Toro, pediu aos residentes de Los Lagos que se dirijam a zonas seguras e saiam das praias.

Como acontece um terremoto

Os terremotos são formados a partir de fortes deslocamentos de placas gigantescas debaixo da terra. Quando isso ocorre, a energia que estava acumulada no local é liberada sob forma de ondas elásticas. Elas se espalham em todas as direções, fazendo a terra tremer.

Cerca de 90% dos tremores ocorrem ao longo das linhas de colisão entre as placas tectônicas, que passam por vários países.

A linha de colisão entre as placas dos oceanos Atlântico e Pacífico percorre toda a costa oeste das Américas do Norte, Central e Sul.

Portanto, os países que ficam ao longo dessas falhas, como Estados Unidos, México, Guatemala, Nicarágua, El Salvador, Peru e Chile, têm recebido ao longo dos anos os mais devastadores terremotos de que se tem registro no continente americano.

Brasil, Argentina, Uruguai e a costa leste dos EUA dificilmente têm terremotos justamente porque estão localizados no meio da placa do Atlântico, cuja borda leste está enterrada no meio do oceano.

No Chile, um terremoto de magnitude 8,8 gerou um tsunami e causou a morte de 524 pessoas em fevereiro de 2010.

No episódio, o terremoto ocorreu numa zona de subducção, onde uma placa tectônica se desliza sob a outra.

 

Imagem destacada: Reprodução / Internet

Fonte: iG

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo WhatsApp (83) 9.9166.6272.

Gilson Alves

Gilson Alves

Radialista DRT: 1.743 - PB e Jornalista DRT: 3.183 - PB. Diretor Geral do Jornal A Página.

Comentários

Loading Facebook Comments ...