Esportes Paraíba

TJD-PB arquiva ação do Nacional, e a 2ª divisão do Paraibano está mantida

O Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba (TJD-PB) julgou na noite dessa quinta-feira a ação na qual o Nacional de Patos pedia a anulação da 2ª divisão do Campeonato Paraibano deste ano. E por 6 a 2, decidiu pelo arquivamento do processo. Assim, o resultado da competição está mantido: Esporte de Patos e Paraíba de Cajazeiras seguem na elite do estadual de 2016.

O julgamento da ação foi iniciado uma semana antes, quando o relator do processo, Antônio Ricardo de Oliveira Filho, já havia votado pelo arquivamento do processo. Mas, o julgamento não seguiu na ocasião porque a auditora Maria das Graças Carneiro pediu vistas para estudar mais o processo.

Ontem – após uma semana para que o caso fosse melhor avaliado – o julgamento foi retomado e seis dos auditores votaram pelo arquivamento do processo. Por 6 a 2, portanto, a ação foi, de fato, arquivada.

Antes mesmo do julgamento, o presidente do Nacional de Patos, Alisson Nunes, se mostrou otimista no julgamento do TJD-PB, mas adiantou que recorreria ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) caso não conseguisse êxito na instância estadual.

Entenda o caso

O Nacional de Patos foi eliminado ainda nas quartas de final da 2ª divisão do Campeonato Paraibano e, antes da decisão – entre Esporte de Patos e Paraíba de Cajazeiras -, o Naça foi ao TJD-PB, com pedido de liminar para que as finais não acontecessem. A alegação era de oito dos 12 clubes participantes da competição haviam escalado jogadores de forma irregular.

Na ocasião, a auditora Maria das Graças Carneiro julgou a favor do desejo do Alviverde. Mas menos de 24h depois de ter sido concedida, a liminar foi cassada pelo presidente do Tribunal, Linoaldo Santos da Silva, e as partidas aconteceram normalmente. Mesmo com a derrota no campo jurídico, o Nacional de Patos não se abateu e entrou com uma nova ação e, desta vez, pedindo a anulação da competição.

A ação foi julgada apenas nessa quinta-feira e arquivada por maioria de votos. A tendência, agora, esgotadas as instâncias estaduais, é que o departamento jurídico do Nacional de Patos recorra ao STJD.

 

Informações com Globo Esporte Paraíba

Leia mais notícias em www.jornalapagina.com, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e em breve veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode comunicar erro ou enviar informações à Redação do Jornal A Página pelo número do WhatsApp (83) 9.98846.4407.

Brenow Muniz
Brenow Muniz
Paraibano da cidade de João Pessoa, estudante de Radialismo pela UFPB. Começou no Portal Livre, onde se tornou chefe de redação e reportagem. Passou pela TV UFPB, onde exerceu as funções de roteirista de programação e editor de imagens, e na Rádio Sanhauá, onde atuou como produtor e repórter. Atualmente é repórter político no Jornal A Página.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.